segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Leozinho e minha preguiça de existir

E aí, insuportáveis?

Me dei umas férias após o carnaval, sabe como é, muito glitter pra tirar do cu, muio pensamento pra colocar em ordem, aquela coisa preguiçosa de janeiros e fevereiros em que a gente só quer sombra e água fresca. E, sim, eu começo texto com pronome oblíquo, porque a caralha do blog é minha e esse é o meu jeitinho.
Pois bem, não posso fugir da ovação do dia, DiCaprio finalmente levou aquele bonequinho dourado engraçado pra ornamentar a estante de casa. Mas, olha, no Oscar do meu coração, ele já tinha copado desde aquele doido do Billy Costigan de Os Infiltrados (2006). Ai, posso falar? Amo um problemático de camiseta branca assim, todo arruinado dos neurônios, todo sexy de barbinha por fazer, todo pedOK, ESTÁ ÓTIMO, PESSOAL.  

                                             NÃO FAZ ASSIMMMMMMMMMMMMM

Bom, embora pareça, não vim falar sobre Jack Dawson, mas divagar sobre preguiça - e até rolou um trocadilho maroto aí. Devagar estamos. De vagar, queremos trégua. Sei lá, tenho problemas com o fim do verão e das férias. Vocês não? Só sei dizer que tá um marasmo esse regresso. Sei que o ano começou há dois meses, mas a cabeça não acompanha o sentimento de oba-oba proporcionado por esses meses sabáticos - ao menos na teoria. Não quero corrompê-los com minha má vontade, mas algo me diz que vocês me entendem. Não há por que ter vergonha da preguiça de existir, quando o mundo não anda assim tão convidativo. Blá, blá, blá, eu sei, vamos seguir. Se ao menos a gente pudesse dar uma pegada na estatueta do Leozinho como motivação, né? Aff




Auxiliou no post: 

Alone - Bee Gees






sábado, 6 de fevereiro de 2016

Dicas tops para aproveitar o carnaval

Olá, amores!


Hoje nossa postagem vem em clima de ziriguidum. Que folia gostosa, hein? Muio suor, sacanagem, DSTs, escroto com bafo encostando, gente bêbada, música ruim, digo, digo, amor, alegria e fantasias, uma vibe indescritível. Só quem vai sabe - essa eu roubei dos #planetários.
No entanto, nem todos gostam dessa magia, o que eu acho uma pena. Pois nós, do Mi Catarse, elaboramos algumas dica para escapar dela, para você que não está tão conectado assim com a atmosfera do momo. Se liga aí que tá muito top:

#DICA 1

PASSO A PASSO:

- Descole uma pá.
- Cave um buraco bem fundo num terreno baldio ou em algum de seu agrado.
- Enfie-se lá e peça para alguém cobri-lo até a quarta-feira de cinzas.


#DICA 2

PASSO A PASSO:

- Tenha um avião.
- Saiba pilotá-lo.
- Voe para as Ilhas Cayman.


#DICA 3

PASSO A PASSO:

- Arrume uma seringa contendo cianureto.
- Taque a agulha gentilmente na jugular.
- Parta dessa para uma melhor.



Eu disse que era topzera.











quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

A DOR DESSE AMOR

Ai ai, vamos lá.

Na verdade eu já tinha pensado sobre isso, ali por outubro do ano passado - fui acometida por uma grave recaída e corri, com o coração aos pulos, pro Youtube -, mas só agora vim a público assumir. Minha idolatria kaelebiana está debutando. Cara, 15 anos!!! Que viagem, que saudade dos meus sonhos juvenis e da minha inocência diante da vida. Hoje sou só sarcasmo e uns comprimidinhos pra dor - não falei qual dor. 

Bom, o ano era 2001. Vamos dar uma de Buzzfeed aqui. Tinha terrorista tacando avião em prédio nova-iorquino, tinha Sandiléia fazendo sua estreia no horário das 18h, tinha a melhor novela brasileira da história dando adeus (Laços de Família, fio, evidente), tinha ameaça de blecaute geral no país, tinha argentino batendo panela, tinha Doutor Albieri fazendo uns clones muito doidos, tinha Britney sendo vaiada no Rock In Rio, tinha Shakira assumindo o lado cachorrona em Whenever, Wherever, etc, etc, etc.

Mas
Também
Tinha
Ele.....


                                                         


É bem verdade que a criatura até luzes já fez nas madeixas, mas saca esse rostinho, esse efeito arrepiadinho no cabelo dos áureos tempos... isso enlouqueceu muitas gerações de Brunas desse Brasil. 




PERDOA SE ESTOU TE LIGANDO, AMOR, NESSE MOMENTO MAS ME FAZIA FALTA ESCUTAR DE NOVO SÓ POR UM INSTANTE SUA RESPIRAÇÃO.....



Leandro era muito filho da puta nas entrevistas, cara. Sabe o que é tu se prestar a assistir a todos os Sabadões Sertanejos na esperança de ele dar uma risadinha, fazer um gracejo que fosse para as fãs, e ele nada? Parecia fazer de propósito. Ele era muito tímido. E eu ali me consumindo de paixão, colando fotinho dele no espelho, escrevendo cartinha pra mandar só Deus sabe aonde...





Eu grito seu nome, saudade responde sabe o quê? Isso mesmo, que você não está aqui. Tchau.