Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Águas de abril

São as águas de abril iniciando o outono
É a promessa de vida no meu mais singelo sono

Aqui - sim, você sabe, bem aqui - caiu uma chuva fina e gelada à tarde, como que antecipando a melancolia dos dias frios que esperamos, agoniados. Chuva é ótimo para materializar insights criativos. E mergulhar no obscuro da alma, das divagações. Pra mim, que sou uma uma curiosa eterna das fraquezas humanas, é um deleite calmo e contemplativo. Tom Zé e seu Tribunal do Feicebuqui (2013)me acompanham na empreitada. Tom e outros absurdos vivendo à margem dos holofotes de feicebuqui, bem no fim, penso serem melhor apreciados nas madrugadas da vida. Alguém tem a ousadia de explicar este homem? Por que MPB aninha-se tanto com o escuro das noites e o silêncio dos atormentados? Questões.... questões. Questiono, questiono, quanto mais o faço, mais fico sem dono.

Mas me fala aqui, por favor, a quantas anda você?

Eu quero saber a quantas anda você
Se está zen ou deprê
Up to date ou tipo demodê
Quero saber a quantas…